diadaidustria

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso, participaram na noite dessa quinta-feira (2/6), no Minascentro, em Belo Horizonte, das comemorações do Dia da Indústria 2016, organizado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Pimentel destacou os desafios do país para retomar o crescimento econômico e a inclusão social e ressaltou o trabalho da nova gestão estadual para impulsionar o setor produtivo mineiro.

Para Fernando Pimentel, é preciso a construção de “pontes para o diálogo e avançar na busca de consensos” para termos um Brasil e uma Minas Gerais mais prósperos, justos e fraternos. “É preciso voltar a crescer para voltar a gerar emprego e renda. Crescer com estabilidade fiscal e monetária, sem inflação, sem desiquilíbrios, mas crescer. Mais do que isso, é preciso voltar a crescer para não cometermos, como nação, o crime de recolocar milhões de pessoas em condições de pobreza. Os milhões de brasileiros que ascenderam socialmente nos últimos anos não se conformarão em perder o que conquistaram”, afirmou.

O governador ressaltou que, para retomar o crescimento econômico e a inclusão social, é preciso “pacificar a arena política atualmente conturbada” para não prejudicar a própria governabilidade do país de forma a “preservar a política como instrumento da construção de soluções e não da produção de impasses e obstáculos”.
Em Minas Gerais, Pimentel destacou a confiança na capacidade da gente mineira para sair dessa situação “mais forte e pujante do que nunca”. “ Aqui em Minas, apesar das dificuldades reconhecidas por todos, continuamos trabalhando, sem esmorecimento e sem temor. No Governo, o momento é de austeridade. Buscamos ajustar as contas públicas que encontramos totalmente desiquilibradas, situação que se agravou mais ainda com a recessão. Mas em nenhum momento deixamos de escutar, de atender e buscar impulsionar o nosso setor produtivo”, disse.

Ações

O governador Fernando Pimentel destacou que o Estado também busca inovações para a retomada do crescimento econômico. Citou como exemplo o lançamento, no último dia 31 de maio, do Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro (Prodam) e a realização da Minas Gerais Audiovisual Expo (MAX), que é uma realização da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) com o apoio do Sebrae e da Fiemg.

“São mais de 30 empresas do mundo inteiro, canais de TV a cabo, que estão em Belo Horizonte para rodadas de negócio com nossos produtores de cinema e vídeo, fazendo encomendas e compras. Tudo com o apoio do Prodam, que estará aportando quase R$ 30 milhões em editais destinados a roteiros e produção e finalização de longas metragens, documentários, animações e séries para televisão. Este é só um exemplo das muitas iniciativas que fizemos e estamos fazendo, junto com a Fiemg, para enfrentar a crise, não com lamúrias, mas com ação e inovação”, concluiu Pimentel.

Outra importante ação destacada durante o evento foi o Programa de Revitalização e Modernização dos Distritos Industriais de Minas Gerais, lançado na comemoração do Dia da Indústria em 2015 e que, por meio da Codemig, vai investir cerca de R$ 30 milhões em 2016.

“O programa é um marco. Mais de 250 empresas já aderiram à iniciativa. É a sinergia entre a indústria e o Governo do Estado, por meio da Codemig, cujo resultado é a construção de um modelo mais dinâmico, assegurando competitividade às nossas indústrias”, destacou o presidente da Fiemg, Olavo Machado Junior, que também valorizou as crescentes parcerias dos órgãos estaduais de fomento e suas empresas com o setor industrial.

O presidente da Fiemg defendeu um conjunto de propostas para que o país retome os caminhos do desenvolvimento sustentável, com crescimento econômico e desenvolvimento social. “Nosso objetivo é um só e é muito claro: contribuir para fortalecer a nossa economia e a nossa indústria, principal vítima desta tragédia econômica que nos sufoca. A proposta elaborada pela Fiemg e seus sindicatos alerta para a necessidade de ações de curto, médio e longo prazo, conformando uma agenda que contempla as urgências e emergências do Brasil”, afirmou o empresário.

Prêmio

Durante o evento também foram entregues as medalhas do Mérito Industrial e o Prêmio de Industrial do Ano 2016. O evento contou com a participação do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, secretários de Estado, deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores, diretores de empresas e autarquias do Estado e empresários.