1_pmdb_1095.jpg.g

Roberto Azevêdo novo diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC) esteve na manhã de hoje, 21, em reunião com o Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade.

Em visita de cortesia, o diretor agradeceu as manifestações positivas do ministro em relação à sua candidatura e colocou-se disponível para ajudar nas questões da agricultura.

“Vamos contemplar a agricultura porque é o centro de tudo e precisamos mantê-la equilibrada”, disse o diretor.

O embaixador brasileiro Roberto Azevêdo é o primeiro latino-americano eleito para o cargo de diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC). Ele disse que seu maior desafio será destravar a Rodada Doha, negociação entre os países-membros do órgão para diminuir as barreiras comerciais.

No início do mês, quando foi anunciada a indicação do brasileiro para a OMC, o ministro Antônio Andrade comemorou. “A OMC tem se tornado um fórum efetivo onde os países em desenvolvimento vem conseguindo uma voz mais ativa no comércio internacional, o que praticamente não existia antes de 1994, quando o organismo internacional foi criado. Nesse contexto, a indicação do embaixador Azevêdo representa um espaço a mais alcançado pelos países em desenvolvimento nesse fórum crucial para garantir a equidade no comércio internacional”, disse Andrade, por meio da Assessoria de Imprensa.

Assessoria de Comunicação Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (PMDB-MG)