1_pmdbminas_337.jpg.g

Festival de Arte e Cultura, Pará Mostra Moda e Virada Cultural são os projetos credenciados pelo governo mineiro para receber recursos da iniciativa privada, dentro da Lei de Incentivo à Cultura

Em uma iniciativa inédita em Pará de Minas, o prefeito Antônio Júlio recebeu em seu gabinete na noite de quarta-feira, 23, empresários locais para apresentar os projetos aprovados pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, aptos à captação de recursos junto a empresas. Também participaram da reunião o secretário municipal de Cultura e Comunicação Institucional, Lu Pereira, o superintendente da Secretaria de Estado de Cultura, Felipe Amado, o presidente da Ascipam, Eduardo Almeida Leite, e consultores da Espaço Ampliar, empresa especializada na promoção de eventos socioculturais.

Os projetos credenciados pelo Governo Mineiro para receber investimentos da iniciativa privada mediante descontos no ICMS são o Festival de Arte e Cultura, a Virada Cultural e Pará Mostra Moda. Todos planejados para integrar o calendário comemorativo aos 155 anos de Pará de Minas. Presentes ao encontro, Isabel Faria, Monasita Aguiar e Wilson Júnior – produtores culturais responsáveis, respectivamente, pela elaboração dos projetos – enfatizaram a importância da reunião. Segundo eles, a inédita disposição da Prefeitura em abrir suas portas para promover a aproximação da iniciativa privada com os artistas locais deve ser reconhecida como uma grande ação em favor do fomento cultural no Município. Os produtores tiveram o apoio e assessoria da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Institucional, através de seu Escritório de Projetos.

Cultura e cidadania

A otimização da gestão tributária e o fortalecimento das ações de marketing pelas empresas estão entre as principais vantagens da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, apresentadas pelo superintendente Pedro Amado. Representando na reunião a secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, ele explicou como funciona o incentivo e a importância dessa ação, tanto para a classe artística, quanto para as empresas e a comunidade em geral. “O investimento na cultura promove o desenvolvimento humano e social da sociedade, contribui para a movimentação econômica e gera cidadania”, destacou. Segundo ele, a legislação oferece inclusive oportunidade para as empresas inadimplentes com o fisco estadual regularizarem sua situação, com descontos em seus débitos, mediante a doação de recursos para os projetos culturais aprovados.

O prefeito Antônio Júlio ressaltou que a cultura tem um papel importante na vida das pessoas. “Estamos dando uma atenção especial ao setor, valorizando o artista local e ampliando o acesso da população aos espetáculos. Agora, pedimos apoio aos empresários aos projetos aprovados pelo governo. De um lado, os produtores culturais precisam captar recursos para a execução de seus projetos. Do outro, estão as empresas em condições de investir nessas produções, com a possibilidade de dedução dos impostos a pagar. Nós, da Prefeitura de Pará de Minas, estamos fazendo nossa parte, trabalhando pelo fomento da cultura e pela aproximação do governo com a classe artística e a iniciativa privada”, afirmou Antônio Júlio.

A união do poder público, dos empresários e da classe artística também foi lembrada pelo secretário Lu Pereira como forma de valorizar a cultura. “Cada um, a sua maneira, pode contribuir para a movimentação do setor. Hoje, demos um passo importante e contamos com a sensibilização do empresariado pará-minense que, investindo na cultura, pode ampliar sua participação no desenvolvimento da cidade”, declarou.

Os empresários presentes ficaram satisfeitos com a reunião e reuniões individuais agora serão agendadas entres empresas e os agentes culturais.

Assessoria de Comunicação Prefeitura de Pará de Minas (PMDB-MG)