20-09 Base Nacional Comum Curricular é debatida na Assembleia

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizou, nesta terça-feira (19), audiência pública para discutir a Base Nacional Comum Curricular – BNCC, documento elaborado pelo Ministério da Educação que tem como função direcionar a construção dos currículos das escolas públicas e particulares em todo país. A audiência foi solicitada via requerimento pela presidente da Comissão, deputada Celise Laviola (PMDB).

A reunião, realizada no Auditório José de Alencar, contou com presença de parlamentares, professores, especialistas em educação, representantes de escolas, pais e mães de alunos e estudantes.
Um dos pontos defendidos pelos participantes da reunião foi a retirada das referências de gênero e sexo da Base Nacional Comum Curricular. Os presentes emplacaram palavras de ordem em defesa da família.

A deputada Celise Laviola, que presidiu o início dos trabalhos, disse que a Comissão precisa ser democrática e que, por isso, se atenta a todos os lados da discussão. “Essa comissão não pode emitir um parecer ouvindo apenas um lado. O espaço tem que ser de todos”, afirmou.

Parlamentares e convidados se posicionaram contrários ao texto proposto para a BNCC, por considerarem que ele reflete intenção de doutrinação ideológica, especialmente no que se refere à ideia de que os gêneros são, na realidade, construções sociais.

Além disso, os participantes cobraram mais foco na formação intelectual do aluno e menos interferência na família e na crença das pessoas.