cabo

O deputado Cabo Júlio se reuniu, na última semana, com integrantes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) e da Secretaria de Planejamento e Gestão (SEPLAG), onde foi informado, juntamente com a comissão de concursantes, que o concurso seria interrompido por um período de 60 dias.

Na ocasião, o parlamentar recusou a proposta e disse que essa paralisação seria uma quebra de acordo entre as partes: o governo, o deputado e os concursandos. O deputado afirmou que não aceitaria e convocou os concursandos para que comparecessem em massa na porta da Cidade Administrativa para aguardar uma nova reunião.

Depois de uma hora de reunião, Cabo Júlio informou aos concursandos que o concurso não seria paralisado e que, neste mês, 1600 nomeações serão realizadas, sendo 800 no sábado (06) e 800 até o dia 31, restando 1319 nomeações para que o concurso de 2013 termine.

A SEPLAG e a SEAP informaram que irão trabalhar para que no próximo mês todos sejam nomeados e o concurso finalmente termine. O deputado agradeceu a todos que se mobilizaram e lembrou que, quando foi convocado pelos concursandos para intervir no concurso, ele estava paralisado na terceira etapa.