05-05 Comissão discute formas de economizar dinheiro público.

A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais se reuniu, na manhã desta terça-feira (04), para discutir pedidos de audiências públicas que devem tratar, entre outros assuntos, a situação carcerária no estado de Minas bem como a recorrente explosão de caixas eletrônicos. Os parlamentares consideram a urgência e importância dos temas, mas querem realizar os trabalhos de forma criteriosa a fim de agilizar os processos e poupar gastos.

Uma das preocupações do vice-presidente da Comissão, deputado Cabo Júlio (PMDB) é com relação aos gastos com a realização de audiências. O parlamentar lembra, entretanto, que a Assembleia valoriza a ferramenta da participação popular, mas que ela deve ser usada da melhor forma possível. “Não é necessário realizar uma visita no interior com mobilização de avião e equipe da Assembleia para realizar uma audiência com a presença de um deputado”, afirmou o parlamentar.

Uma ideia viável, segundo o Cabo Júlio, é unir temas e municípios para realizar audiências em cidades polo. “Tivemos, por exemplo, 10 requerimentos para tratar cidades no entorno de Belo Horizonte. Podemos fazer isso em uma só discussão. Isso é salutar e dá condições a todos os parlamentares de participar, além de evitar o desperdício de dinheiro público”, explicou.

Na ocasião, Cabo Júlio ressaltou que a Comissão precisa agir com cautela. “Precisamos ser responsável com o tema, responsável com o dinheiro público para que possamos usar esse instrumento legítimo e democrático da audiência pública”, concluiu.