Caro Emedebista,

A Comissão Provisória do MDB de Minas Gerais, nomeada a partir de ato da Direção Nacional, vem esclarecer o seguinte:

1 – Ao contrário do que alguns alardeiam propositalmente, não houve intervenção no Diretório Estadual de Minas Gerais, por parte do MDB Nacional. O que ocorreu foi a renúncia de 56 membros do diretório o que, nos termos do estatuto, provoca a dissolução automática do órgão partidário. Com a entrega da renúncia coletiva à direção nacional, não havia outro caminho a não ser reconhecer que o MDB em Minas estava sem seu órgão diretivo e portanto, para conduzir o processo eleitoral, seria obrigatória a nomeação de uma comissão provisória.

2 – É objetivo da Comissão Provisória o crescimento do Partido, com a eleição de expressivas bancadas estadual e federal e assegurar a viabilidade de uma candidatura própria que seja competitiva, ao mesmo tempo que reafirma a disposição de respeitar os trâmites partidários, preservando o caráter democrático das decisões emedebistas.

3 – É também compromisso desta Comissão garantir que os recursos partidários sejam utilizados para o fortalecimento do MDB e de todos os candidatos, indistintamente e sem privilégios.

4 – Afirma-se, sem sombra de dúvidas, a disposição de manter o permanente diálogo com diretórios e comissões provisórias municipais, coordenadores regionais, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, e com todos aqueles que tenham compromisso com o engrandecimento do partido.

5 – Esclarecemos que a autodissolução do diretório estadual não se estende aos diretórios e comissões provisórias municipais, oportunidade em que convidamos a todos para a Convenção Estadual a ser realizada no dia 05 de agosto próximo, a partir das 9:00 horas, na Assembleia Legislativa, conforme edital aprovado e publicado.

6 – Por fim, a respeito do que tem sido divulgado sobre provável alteração na composição da atual Direção Estadual, esclarecemos que até a presente data foram ajuizadas três ações judiciais contra a nomeação da Comissão Provisória, sendo todos os seus pedidos liminares negados pelo judiciário.

Em 24 de Julho de 2018

Comissão Provisória do MDB de Minas Gerais