1_pmdb_924.jpg.g

Foi aberto ontem os trabalhos legislativos de 2013 do Congresso Nacional, onde foi lida a mensagem enviada pela presidente Dilma Rousseff. A mensagem foi levada ao Parlamento pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman. Presentes à sessão de abertura o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, ministros de Estado, representantes do corpo diplomático, além de deputados e senadores.
Logo após a chegada da ministra da Casa Civil, houve uma salva de tiros. Tanto a ministra como o presidente do STF foram conduzidos ao plenário da Câmara pelos presidentes do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e pelos líderes partidários da Câmara e do Senado.
Na mensagem para a abertura dos trabalhos legislativos de 2013, a presidente Dilma Rousseff fez um balanço das medidas implementadas pelo governo em 2012 que tiveram como objetivo o crescimento e a geração de emprego, a exemplo de concessões de aeroportos e da expansão do setor de energia elétrica. A mensagem também pede a colaboração do Congresso para a implementação de medidas necessárias para o crescimento do país.
O setor de infraestrutura foi bastante destacado na mensagem. Dilma lembrou a redução média de 20% nas tarifas de energia, o que, segundo ela, terá impacto em toda a economia do país, contribuindo para o aumento do Produto Interno Bruto (PIB) e a criação de empregos. O crescimento do setor de telecomunicações e a oferta de tecnologia de quarta geração (4G) de telefonia celular também mereceram ênfase na mensagem.
A presidenta lembrou também que este ano será muito importante para o setor de petróleo e gás, com a realização da 11ª rodada exploratória de blocos de petróleo e da primeira rodada sob o novo regime de partilha, em novembro. Segundo Dilma, todos os editais para concessões de rodovias e ferrovias anunciados pelo governo serão publicados no primeiro semestre deste ano. Ela informou que o leilão para o trem de alta velocidade vai ocorrer no segundo semestre.
No setor de agricultura, a presidenta destacou o crescimento da produção de grãos para a safra deste ano e anunciou medidas para ajudar na agricultura familiar e aprimorar a política de seguro agrícola. Dilma também destacou avanços na área educacional, com a criação de novas universidades e mais acesso ao financiamento estudantil.

Fonte: http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=425687