1_pmdb_887.jpg.g

Secretário diz que dengue foi “bomba relógio” deixada para detonar esse ano

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou ontem o LIRA ( Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti ) em Uberaba. O novo número já é considerado de alto risco, já que ficou na casa dos 5,3%. Também foi divulgado o fechamento de 2012 com um total de 4.328 notificações em 52 semanas. O número anterior contava com apenas 51 semanas. Até a presente data, em 2012 foram notificados 129 casos de Dengue, número considerado alto pelo secretário Fahim Sawan. Um levantamento técnico mostra claramente que o aumento da dengue na cidade não ocorreu no final de 2012 e sim durante todo o ano (ver gráfico), mesmo assim, de acordo com Sawan não foram tomadas providências adequadas, pelo contrário, houve redução de agentes e visitas aos imóveis, mesmo com os números mostrando uma evolução da doença. Para se ter uma ideia em 2011 foram realizadas cerca de 700 mil inspeções em imóveis, em 2012 esse número caiu para cerca de 400 mil, ou seja, os reflexos dessa redução drástica estão sendo sentidos agora com o aumento das chuvas. “Deixaram uma bomba relógio com data para detonar esse ano no colo da população. Nossa função agora é desarmar essa bomba”, desabafou o secretário. Já o prefeito Paulo Piau que classificou a situação como “herança maldita” estuda outras medidas emergências além das já tomadas. “Não dá para ficar parado, vamos agir. Uberaba não merece outra epidemia de Dengue”, declarou. Segundo o LIRA a região de maior infestação compreende os bairros Nossa Senhora Aparecida, Costa Teles I e II e Cartafina, todos no Grande Abadia. Em seguida aparecem Gameleira II, Vila São Vicente, Leblon, Parque Sao Geraldo e São Cristovão. Também aparecem com destaque o Centro, Morada das Fontes, Vila Maria Helena e Jardim Alexandre Campos.

Entulhos – O Mutirão de Limpeza contra a Dengue organizado pela Prefeitura já recolheu dez caminhões lotados de entulhos em apenas dois dias. O prefeito Paulo Piau pede o empenho da população na limpeza de seus quintais e nas autorizações para entrar nos imóveis promovendo o recolhimento e identificando possíveis focos do mosquito transmissor. Paralelo ao mutirão de limpeza a equipe do Centro de Zoonoses intensifica as visitas. A Prefeitura já recebeu mais de 150 ligações através do 3318-0800 denunciando possíveis focos e áreas e imóveis com entulhos. O Município também já recebeu o chamado Kit Dengue com medicamentos e insumos que permitem o tratamento dos suspeitos de estarem infectados em todas as 27 UBS (Unidades Básicas de Saúde) e nas duas UPAs (Unidade de Pronto Atendimento).

Foto: Sebastião Santos