governandor-valadares-unidades-prisionais-cristiano-silveira-by-jean-piter-38

Na última semana, a deputada Celise Laviola e o deputado Cristiano Silveira estiveram em Governador Valadares, município do Vale do Rio Doce. O objetivo foi verificar a situação das unidades prisionais localizadas na cidade. Na ocasião, os parlamentares visitaram as instalações da cadeia pública e da Apac Feminina (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados), onde se reuniram com representantes do Poder Público, da OAB e da Pastoral Carcerária.

Na cadeia pública, os deputados conversaram com a direção da unidade sobre a paralização de uma reforma no prédio. As obras foram paralisadas e não há previsão de reinício. Segundo a empresa responsável, a suspensão dos trabalhos se deve ao atraso no pagamento por parte do Estado. Celise Laviola afirmou que é preciso verificar, junto ao governo do Estado, a razão da paralização da reforma. “Esta situação é desconfortável e coloca em risco a integridade, tanto dos internos, quanto dos servidores”, ponderou a parlamentar.

Já na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, os deputados conversaram com funcionários e recuperandas. Durante a visita, os parlamentares se colocaram à disposição para apoiar projetos desenvolvidos pela instituição. Atualmente, 45 mulheres cumprem pena no local, nos regimes fechado e semiaberto. Na unidade, elas podem estudar e aprender a confeccionar peças de artesanato.
Superlotação

Celise Laviola e Cristiano Silveira também estiveram com a prefeita de Governador Valadares, Elisa Costa. No encontro, conversaram sobre a situação das unidades prisionais, visando colaboração entre Estado e município. Atualmente, a cadeia pública municipal, que possui 240 vagas, abriga cerca de 630 detentos. Já na penitenciária da cidade, a capacidade é para 480 presos, no entanto a estrutura recebe cerca de 1.300 presos.

Celise ressaltou que é necessário observar as condições das unidades prisionais em Minas Gerais. A parlamentar lembrou que, em virtude da superlotação, uma rebelião na penitenciária de Governador Valadares terminou com mortes em 2015. “Precisamos evitar que tragédias como aquela se repitam. O Mapa do Encarceramento, divulgado pelo Ministério da Justiça revelou que, em Minas, a população carcerária cresceu 624% entre os anos de 2005 e 2012. Hoje, o estado conta mais de 58 mil presos, número que nos leva a refletir sobre a necessidade de investir em políticas que visem afastar os jovens do crime”, concluiu Celise.