img-20161018-wa0007

O deputado estadual Tony Carlos se reuniu, na última terça-feira (18), com o secretário de Estado da Fazenda, José Afonso Bicalho, para intermediar a negociação do pagamento da dívida entre o governo de Minas Gerais e usina de álcool e açúcar Bunge, em Santa Juliana (MG). A dívida foi gerada após realização de Parceria Público Privada (PPP) no governo anterior. Participou do encontro o diretor regional de operações da empresa, Luiz Carlos Scartezini, além do prefeito de Pirajuba, Rui Ramos.

Tony explica que a prática das PPPs com as usinas de álcool e açúcar para a realização de novas construções e asfaltamentos foi suspensa pelo atual governo por terem interpretação de endividamento. Sendo assim, as obras que estavam em andamento foram interrompidas, dentre elas o asfaltamento do trecho de entroncamento entre a MG-190 e a Zelândia (Usina Santa Juliana).

“O primeiro projeto da usina, avaliado em R$ 25 milhões consistia no asfaltamento de 15 quilômetros. No entanto, após a suspensão da PPP, faltou a construção de 800 metros da segunda capa asfáltica, além da drenagem e sinalização horizontal. Na reunião do dia 18, o secretário da fazenda se comprometeu a concluir a obra e quitar todo o valor do projeto por meio de carta bancária, onde a empresa recebe do banco contratado e o Estado se responsabiliza pela nova dívida”, disse o parlamentar.

Já em relação ao segundo projeto, o asfaltamento de 40 quilômetros entre a Santa Juliana e a BR-262, não chegou a sair do papel e a Bunge solicitou o distrato do mesmo. “É uma multinacional holandesa, atualmente com sede nos Estados Unidos, que atua em vários segmentos como o setor sucroalcooleiro e alimentício. São oito usinas no Brasil, sendo três em Minas Gerais. Com atuação de destaque, merecem a devida atenção e trabalho dos representantes do governo do estado”, afirmou o parlamentar.