img-20160909-wa0004

Esse é o tema do Setembro Amarelo que aborda a prevenção ao suicídio. Embora conversar sobre o assunto ainda seja considerado tabu, especialistas consideram que tratar o tema de forma mais aberta pode ser um passo importante para a prevenção.

A causa é importante e conta com o apoio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A partir de deste sábado (10) até o próximo dia 18 de setembro, o Espaço Democrático José Aparecido de Oliveira, no Palácio da Inconfidência, será iluminado com a cor amarela. A campanha realizada desde 2014 busca conscientizar sobre a importância da prevenção do suicídio, com o objetivo de alertar a população a respeito dessa realidade no Brasil e no mundo.

O /Dia Mundial de Prevenção ao suicídio é lembrado sempre no dia 10 de setembro. Locais públicos ou particulares que aderem à iniciativa costumam se iluminar com a cor amarela e há ampla divulgação sobre o assunto no período. A assembleia participa desde o ano passado desta ação.

De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), todos os anos são registrados cerca de 10 mil suicídios no Brasil e mais de um milhão em todo o mundo. Segundo o Centro de Valorização da Vida, números oficiais mostram que 32 brasileiros morrem a cada dia por esse motivo, taxa superior às de vítimas da Aids e da maioria dos tipos de câncer. Uma cartilha do Conselho Federal de Medicina (CFM) de 2014, aponta que o Brasil é o oitavo país em número absoluto de suicídios.