Reunião Odair Cunha 2

Preocupado com a situação em Serra Geral, o líder da maioria na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Tadeu Martins Leite (PMDB), se reuniu essa semana com prefeitos da região e secretários de estado, no Palácio da Liberdade. Durante a reunião ficou decidida a criação de uma Força Tarefa para conter a criminalidade na região.

Aumentar o efetivo com mais 53 policiais, garantir o reforço de viaturas e o iniciar o estudo de viabilidade para criação do Centro de Ressocialização do Menor Infrator no prédio da Escola Estadual Oscar Porto, em Janaúba, foram os principais temas da reunião com os secretários de Estado de Governo, Odair Cunha, e de Segurança Pública, Sérgio Menezes. Prefeitos e lideranças da região não pouparam esforços na tentativa de resolver o problema local.

Em relação ao Centro de Ressocialização do Menor, além de ceder o prédio da escola, após um estudo que será realizado para aprovar as instalações, o estado assumiu o compromisso de assumir a manutenção e a contratação de funcionários para o atendimento aos menores infratores.

“O importante da mobilização e deste encontro é que o Governo deu uma resposta imediata e anunciou medidas efetivas para conter o crescimento da violência na maioria das cidades da Serra Geral, o que se transformou numa das maiores preocupações da população nos últimos tempos”, comemorou o deputado Tadeu Martins Leite, que atendendo um pedido dos prefeitos e de entidades de classe da região agendou o encontro no Palácio da Liberdade.

“Já nos próximos dias uma equipe do Governo irá vistoriar o prédio da Escola Oscar Porto para avaliar se as instalações são adequadas para, após reformas, abrigar o Centro de Ressocialização, uma reivindicação antiga”, informou o deputado. Ele também disse que a destinação de mais 53 policiais para as cidades da Serra Geral e a liberação de novas viaturas já começam a ser viabilizadas nos próximos dias.

O aumento do número de policiais nas cidades da Serra Geral e a identificação dos menores infratores para que eles possam ser internados em outros centros de ressocialização que já funcionam em outras regiões do Estado foram assuntos abordades e podem ser decisivos para conter o avanço da criminalidade. Em 15 dias o secretário de Segurança Pública irá a Janaúba discutir estas medidas com a sociedade, prefeitos e os juízes e promotores da região.

Estiveram presentes na reunião os prefeitos de Nova Porteirinha, Jaíba, Janaúba, Porteirinha, Serranópolis e Espinosa, e representantes da ACI de Janaúba, Conselho Maçônico de Segurança Pública e Credigerais, instituição que já destinou uma verba de 250 mil reais para colaborar na implantação do Centro de Ressocialização do Menor Infrator.