1_pmdb_983.jpg.g

Com o auditório da Fapam lotado, o I Fórum Municipal de Cultura: Políticas Públicas para Mulheres, realizado na última sexta-feira, reuniu autoridades políticas, civis, representantes da sociedade civil organizada, professores e estudantes. À luz do tema Essas Mulheres – Múltiplos olhares: conquistas, tendências e perspectivas, o evento encerrou as celebrações pelo Dia Internacional da Mulher, promovidas pela Prefeitura de Pará de Minas, por meio das Secretarias Municipais de Cultura e Comunicação Institucional e de Assistência e Desenvolvimento Social, em parceria com a Fapam.

Visando contribuir para a valorização da mulher e para a proteção de seus direitos, dentre eles, a formação e capacitação, integração e inclusão social, entretenimento, cultura popular e acesso à saúde, o Fórum foi aberto pelo prefeito Antônio Júlio (PMDB). As conquistas femininas e a contribuição das mulheres para o desenvolvimento do país foram destacados pelo prefeito. O diretor da Fapam, Padre Adriano, lembrou a criação do Dia Internacional das Mulheres.

A procuradora do Estado de Minas Gerais, Rafaela Leão, ministrou a palestra A Mulher e a Construção do Direito ao Longo da História. Já a professora Jovita Levy Ginja, presidente do Conselho Estadual da Mulher, abordou as conquistas e perspectivas para as mulheres. Os direitos da mulher moderna foram o tema da palestra da professora Ana Paula Santos Diniz. Encerrando as apresentações, Doutora Eliete Maria de Carvalho, delegada regional da Polícia Civil de Pará de Minas, discorreu sobre políticas públicas para mulheres – pós Lei Maria da Penha.

Durante o evento foi redigida a Carta do Primeiro Fórum Municipal de Cultura: Políticas Públicas para Mulheres, lida pela escritora Terezinha Pereira, representando a Academia de Letras de Pará de Minas e entregue ao secretário municipal de Cultura e Comunicação Institucional, Luciano Pereira.

Abordando também a participação feminina na arte popular, o Fórum destacou o congado como patrimônio imaterial do Município, por meio de homenagem à Dona Maria Raimunda Nonata Coelho de Souza , Rainha da Guarda de Moçambique de Nossa Senhora do Rosário e Santa Izabel. Apresentações da Orquestra de Violões Sementes do Amanhã, formada por alunos da Escola Municipal Dona Cotinha, e do tenor Samuel Lopes também fizeram parte da programação, que ofereceu ao público presente um momento especial com a declamação do poema Benditas Mulheres, de autoria de Conceição Cruz, por Cláudia Jordão, acompanhada ao violão pelo músico Ricardo Guimarães.

Ao longo do dia, houve blitz educativa na Praça Padre José Pereira Coelho, com lançamento da campanha Laço Branco – Homens de Minas Contra a Violência Doméstica. Na Fapam, foi montada a Tenda da Mulher, onde diversos serviços foram oferecidos ao público feminino.

Assessoria de Comunicação Prefeitura Municipal de Pará de Minas (PMDB-MG)