20170316_145024

A indicação de Rodrigo de Melo Teixeira para a Presidência da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) recebeu na última quinta-feira (16) parecer favorável da comissão especial criada para analisá-la. O deputado João Magalhães (PMDB) estava entre os deputados que sabatinaram Rodrigo de Melo. Agora, a indicação, feita pelo governador Fernando Pimentel, será submetida ao Plenário.

Ex-delegado da Polícia Federal, Rodrigo Teixeira afirmou que seu objetivo na Feam é fazer com que as leis ambientais sejam respeitadas sem prejudicar o crescimento econômico. “Vamos buscar o crescimento sustentável, com respeito à legislação ambiental”, garantiu.

Durante os trabalhos da comissão especial para indicação da Fean, Rodrigo Teixeira foi questionado sobre a situação das barragens em Minas Gerais, especialmente no caso de Mariana. O indicado respondeu que, no banco de dados da Feam, constava que a barragem estava em boas condições.

Ele acrescentou que, na Feam, há 724 barragens cadastradas, mas que a análise das obras é feita por uma auditoria contratada pelas próprias empresas, que depois repassam os dados à fundação. Ainda de acordo com ele, até 2016, 682 barragens estavam funcionando normalmente, 68 não haviam executado suas auditorias e 14 apresentavam dados inconsistentes. Foram realizadas 309 fiscalizações no ano, com 94 autuações.