20161108_143744-1-1

Essa semana, o deputado João Magalhães lembrou a tragédia ocorrida no dia 05 de novembro de 2015 no subdistrito de Bento Rodrigues, em Mariana, região Central de Minas Gerais. “Após um ano de rompimento da barragem de Fundão, da empresa Samarco, Mariana ainda sofre. O cenário ilustra a falta de fiscalização sobre as mineradoras”, observou.

De acordo com o parlamentar, vários órgãos federais e estaduais acompanharam os desdobramentos do acidente, mas nenhuma ação concreta ocorreu para que a Samarco pudesse retomar suas atividades com segurança para voltar a funcionar gerando emprego e renda. João Magalhães disse que é preciso levar em conta as pessoas que sobreviveram e vivem em função da Samarco e da Vale do Rio Doce. “Temos que olhar as vidas que ficaram. São 2 ou 3 mil pessoas desempregadas”, afirmou ao cobrar atitude dos responsáveis.