1_pmdbminas_275.jpg.g

Saúde pública do município continua sendo prioridade no governo Antônio Júlio

A Prefeitura de Pará de Minas será contemplada com recursos da ordem de R$ 1.431.304,80 do Governo Federal para investimentos na área da saúde. A boa notícia foi publicada no Diário Oficial dessa quarta-feira, 10, especificando as cinco obras de construção, reforma e ampliação a serem realizados para a organização da atenção básica de saúde do município.

Entusiasmado com as novidades, o prefeito Antônio Júlio (PMDB) explica que o total liberado será destinado às construções de unidades básicas de saúde no Bairro João Paulo II e no distrito de Torneiros, às reformas das unidades dos bairros Belvedere e Nossa Senhora de Fátima e à ampliação da unidade do São Cristóvão. Resultado direto dos contados do prefeito, em Brasília, junto ao deputado federal Eduardo Barbosa (PSDB) e ao vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), a autorização dos recursos impulsiona o plano de organização da rede de atenção básica à saúde, estruturado pela atual administração municipal. “Nosso trabalho não se restringe aos despachos no gabinete. Estamos em contato direto com Brasília. Agora, tivemos o retorno positivo às nossas reivindicações. Graças à experiência no parlamento mineiro e ao contato permanente com lideranças nacionais, tivemos êxito na busca de recursos para investimentos na área da saúde”, ressalta o prefeito.

Programa “Mais Médicos”

Outra boa novidade para a área da saúde de Pará de Minas foi a inclusão da cidade na lista de 78 municípios mineiros prioritários anunciada pela presidente Dilma Rousseff (PT) para receber médicos pelo programa “Mais Médicos”. A relação foi preparada pelo Ministério da Saúde a partir da carência desses profissionais e um esforço político concentrado do prefeito Antônio Júlio junto ao governo federal, que garantiu Pará de Minas na lista.

O programa “Mais Médicos” permitirá a contratação de profissionais formados em instituições brasileiras de ensino superior e, caso todas as vagas não sejam preenchidas, poderá selecionar profissionais formados por instituições estrangeiras, também dando-se prioridade aos brasileiros que tenham concluído a formação no exterior.

Convênio com Universidade de Itaúna

A Prefeitura de Pará de Minas acaba de assinar também um convênio de cooperação mútua com a Universidade de Itaúna, visando a utilização de todas as unidades de saúde urbanas e rurais (PA, UBS´s, Casmuc, Políclínica) da rede municipal de saúde para estágios obrigatórios dos acadêmicos do último período do curso de Medicina oferecido pela Univesidade. A partir do dia 1º de agosto de 2013, dez formandos já selecionados iniciarão seus trabalhos em Pará de Minas. “É previsto neste convênio até 15 formandos a cada semestre em caráter contínuo, ou seja, de seis em seis meses, Pará de Minas terá novos acadêmicos do último período do curso de Medicina”, explica o secretário de Saúde, Cleber Faria.

Muito além de obras

Enfatizando que os esforços para a melhoria e humanização do atendimento à população vão além de obras nos postos e centros de saúde, Antônio Júlio ressalta que o funcionamento da rede pública de saúde do Município está constantemente sob avaliação. “Estamos atentos aos problemas que comprometem a assistência aos pará-minenses, sejam eles quais forem. A Secretaria Municipal de Saúde acompanha diariamente o funcionamento de todo o sistema e assim, tem solucionado questões pontuais e também as deficiências estruturais”, explica Cleber de Faria Silva, secretário municipal de Saúde. De acordo com ele, a liberação dos recursos sinaliza o reconhecimento desse trabalho pelo Ministério da Saúde e anuncia perspectivas ainda mais positivas para a saúde pública em Pará de Minas.

Assessoria de Comunicação Prefeitura de Pará de Minas (PMDB-MG)