minas-gerais-ganha-2500-novos-professores-clarissa-barcante

Está prevista para o próximo sábado (24), a nomeação de 2.500 servidores para a Educação. Os novos professores são provenientes de concursos públicos realizados em 2011 e 2014. Do total, 1000 profissionais que prestaram concurso em 2014 serão regentes de aula e devem atuar no Ensino Médio, nas disciplinas de Língua Portuguesa (353), Matemática (323), Biologia/Ciências (187), Química (73) e Física (64). Os demais nomeados são candidatos classificados como excedentes do concurso de Edital 01/2011.

A deputada Celise Laviola (PMDB), membro da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa e ex-servidora da educação, ressalta que a nomeação dos professores é mais um passo para que o Estado ofereça serviços públicos de qualidade. “No ano passado conseguimos, na Assembleia, aprovar o piso salarial dos servidores da educação, agora, com a publicação dos nomes dos novos professores, avançamos mais uma vez. Para termos um sistema educacional de qualidade é preciso suprir a demanda. Não podemos admitir que ainda existam escolas onde faltem educadores. Estamos trabalhando para combater isso”, afirmou.

Desde o início da gestão do governador Fernando Pimentel já foram nomeados 35.074 servidores. Desses, 27.098 são professores regentes de aula ou de turma, o que representa 77,3% do total de nomeados.
Segundo a Subsecretaria de Gestão de Recursos Humanos da Secretaria de Estado de Educação, a Secretaria vem atuando em prol do fortalecimento do quadro de pessoal das escolas da rede estadual de ensino. De acordo com o órgão, o número de servidores nomeados para as carreiras que atuam nos setores administrativos das escolas torna o percentual ainda maior.

Em 2015, um acordo assinado entre os trabalhadores da educação e o Estado previa as nomeações. Somente no último ano foram nomeados 15.053 servidores. Já em 2016, 17.536 novos servidores foram convocados.