1_pmdb_1182.jpg.g

“Após o Congresso, iremos focar na discussão política no âmbito do PMDB, buscando companheiros que possam compor as chapas do partido que concorrerão aos cargos eletivos em disputa no próximo ano. O PMDB, na condição de maior partido do Brasil, é fundamental para sacramentar a igualdade racial, objetivo do núcleo”, finaliza.

Após receber solicitação formal dos fiscais federais agropecuários para realização de audiência, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, reuniu representantes dos servidores nesta segunda-feira, 16 de setembro, para ouvir a categoria. Na pauta, foram tratados desde a ocupação de cargos no Ministério da Agricultura (Mapa) até questões como a meritocracia.

Sobre o diálogo com o sindicato, Andrade disse que não foi procurado pela entidade e afirmou só ter recebido na última quinta-feira (12) uma solicitação de audiência. Durante o encontro, o sindicato entregou ao ministro documentos com exigências feitas em períodos anteriores a sua gestão. Antônio Andrade deixou claro que, desde que assumiu a pasta, não recebeu nenhuma pauta de reivindicações da categoria.

Quanto à escolha do secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Rodrigo Figueiredo, o ministro explicou que foi uma opção de gestão. “Temos excelentes profissionais técnicos na Secretaria de Defesa Agropecuária [SDA], mas precisava de alguém para cuidar da gestão da área”, explicou Antônio Andrade.

O concurso público para contratação de novos fiscais foi outro tema tratado. Por ter ocorrido questionamentos em relação à empresa escolhida para realização do certame, o ministro optou pelo pregão eletrônico para a escolha da banca, o que deve ocorrer imediatamente. “Quero a maior transparência possível e não deixar dúvidas nesse processo, por isso tomei essa decisão”.

Outro ponto debatido foi o da meritocracia, que destina determinados cargos para servidores de carreira do Mapa. Antônio Andrade explicou que a portaria criando grupo de trabalho para discutir o tema deve ser publicada ainda esta semana e que o auxílio dos próprios fiscais na proposta “será bem-vindo”. Ele encerrou dizendo aos representantes do sindicato que estará “sempre aberto ao diálogo”.

Assessoria de Comunicação Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (PMDB-MG)