WhatsApp-Image-20160701

Na reunião realizada pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro de Minas Gerais (PMDB/MG) em Sete Lagoas, no sábado (18), foi criada e empossada a comissão provisória do PMDB Mulher no município. O objetivo é organizar, unir e orientar as mulheres para uma maior participação no partido. A iniciativa conta com o apoio do vice governador que também é o presidente estadual do PMDB, Antônio Andrade e com a presidente nacional do PMDB Mulher, Fátima Pelaes.

A presidente do PMDB Mulher em Minas Gerais, Maria Aparecida Andrade Moura, explicou que esse é mais um trabalho em conjunto com as lideranças estaduais e nacionais do partido para a construção de um futuro melhor para as mulheres. “É uma ação sem discriminação e preconceito, aumentando a participação feminina nas decisões das políticas municipal, estadual e nacional”, disse a presidente.

Alguns valores permeiam a luta das mulheres do PMDB. O primeiro e fundamental valor é o compromisso com a democracia, que é uma bandeira desde a criação do partido. Além disso, as peemedebistas buscam garantir a formação política da mulher, ampliando seus conhecimentos para facilitar a participação nas decisões e ações partidárias. A promoção à igualdade de oportunidades nos cenários políticos, no exercício dos seus direitos, no acesso ao poder, ao mercado de trabalho, à saúde, à educação e à moradia, também são pilares na luta do PMDB Mulher por um país melhor.

Para o deputado Douglas Melo, a participação da mulher na política é indispensável. O parlamentar afirma que “a mulher é um dos pilares de sustentação da sociedade e, portanto, deve estar presente na dinâmica das decisões das esferas de poder”. Melo elogiou a composição da comissão provisória. “São mulheres competentes, capazes de grandes contribuições para Sete Lagoas”, concluiu o representante sete-lagoano na Assembleia Legislativa.

As integrantes do PMDB Mulher combatem problemas diversos que as envolvem no dia a dia, como a violência (principalmente a doméstica); a saúde (altos índices de gravidez na adolescência); o elevado índice de mulheres fora do mercado de trabalho e a desigualdade salarial entre homens e mulheres; e a baixa participação das mulheres nos espaços de poder.

Tomaram posse e foram diplomadas Lidiane Medeiros da Silva, presidente, Graciele de Jesus Souza Oliveira, vice-presidente , Simone Ribeiro Avelar Barcelos e as auxiliares Marlene Gonçalves Moreira dos Anjos, Ana Marta Ferreira Muylaert e Fabiana Abreu da Silva Dias .