1_pmdbminas_339.jpg.g

O prefeito Paulo Piau solicitou a instalação do sistema biométrico para registrar os horários de entrada e saída dos servidores das Unidades de Pronto Atendimento – UPAs e do Serviço de Ambulância Municipal – SAMU.

O sistema acaba de ser implantado no Centro Administrativo da Prefeitura, com três máquinas dispostas pelo prédio. De acordo com o subsecretario de Administração, Hélio José de Faria Filho, o registro pela biometria também faz uma leitura da corrente sanguínea da pessoa, o que impossibilita fraudes com dedos de silicone. Todas as secretarias e departamentos que funcionam fora do Centro Administrativo também receberão o novo sistema que será instalado gradativamente.

“O prefeito nos solicitou que déssemos prioridade à implantação do sistema biométrico nas UPAs e Samu de forma que os servidores desses setores passem a registrar o ponto pela biometria e não só com a assinatura de folha de ponto. A intenção é evitar o não cumprimento da carga horária como ocorrida nas irregularidades nos plantões da saúde”, ressalta Hélio.

A Secretaria de Administração fez um cronograma para atender os prédios do Centro Administrativo, da Administração da Secretaria de Saúde, da Secretaria de Desenvolvimento Social e o prédio que comporta as Secretarias de Trânsito e Transportes Especiais Proteção de Bens e Serviços Públicos, de Esporte e Lazer e a Oficina. “A Secretaria de Administração está tomando as providências para atender o mais rápido possível a solicitação do prefeito. Vamos solicitar, dentro do contrato do novo sistema, um aditivo para que possamos atender ao pedido de ampliar o serviço para as UPAs e Samu. Estamos tratando com prioridade, mas primeiro temos que concluir a fase inicial prevista”, explica o diretor de Planejamento, Gestão e Finanças, Wellington Félix “Zuzu”.

Lembrando que esse sistema é mais moderno e torna mais fácil exportar os dados para gerar a folha dos servidores com mais agilidade para a Folha de Pagamento. Segundo Wellington, o contrato de manutenção do software antigo firmado no governo anterior era de aproximadamente R$ 4 mil. “Esse novo sistema terá um custo de manutenção mensal de R$ 700 por mês. Além de ser mais moderno, ele irá gerar uma economia significativa no orçamento da prefeitura”, afirma Zuzu.

Assessoria de Comunicação Prefeitura de Uberaba (PMDB-MG)