Tony Carlos - facebook - Hospital da Criança

Preocupado com a continuidade e qualidade dos serviços prestados pelo Hospital da Criança, localizado no município de Uberaba, no Triângulo Mineiro, o deputado Tony Carlos destinou, por meio de emenda parlamentar, R$ 150 mil para custear gastos da instituição. O anúncio foi feito na última sexta feira (24). Na ocasião, Tony entregou um cheque simbólico à presidente do hospital, Silvia Lúcia Tormin.

Atualmente, o Hospital da Criança recebe, mensalmente, do Sistema Único de Saúde (SUS) cerca de R$ 258 mil para despesas com manutenção geral e internações no pronto socorro. Outros R$ 150 mil são repassados para o pagamento dos plantonistas, já que a instituição funciona 24 horas por dia. Além desses valores, são arrecadados cerca de R$ 77 mil por meio de convênios privados. Tony Carlos explica que mesmo com estes repasses, a instituição opera em déficit. “São pouco mais de R$ 485 mil que o hospital recebe por mês, além do pagamento de alguns médicos pela prefeitura de Uberaba. No entanto, a despesa é de R$ 606 mil, gerando assim um déficit de R$ 121 mil. Por conta disso, a instituição quase fechou as portas no ano passado. Foi necessário reduzir o quadro de funcionários e executar empréstimo para que o 13º salário fosse pago. Em 2016, ainda não há reservas. Cabe a nós deputados, vereadores e prefeito nos unirmos para manter a entidade”, explicou o parlamentar.

Fundada em 1935, por um grupo de médicos, o Hospital da Criança é uma instituição filantrópica que tem o objetivo de diminuir a mortalidade infantil. A instituição atende crianças com idade entre zero e 14 anos.

Conceição das Alagoas

No último domingo (26), Tony Carlos esteve em Conceição das Alagoas, no Triângulo Mineiro, para entregar dois veículos ao município. Na ocasião, a comunidade garimpense da terceira idade (Ativa Idade) recebeu um ônibus com capacidade para 29 passageiros, enquanto a APAE do município recebeu um carro. Ambos os veículos são resultado de emendas parlamentares do deputado votadas e aprovadas em Plenário na Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais.